Artigo incluído na revista Volume 14 :: No.2 :: Dezembro 2018

Pesquisa Empírica

Transição digital na construção civil: analisar a atividade de "levantamento de inconformidades" mediada por um aplicativo informático de uma diretora de obra

Elodie Chambonnière1, Jacqueline Vacherand-Revel2 & Bruno Andrieu3
(1) Laboratoire GRePS
Université Lumière Lyon 2
5, Avenue Pierre Mendès
France, 69500 Bron,
France
elodie.chambonniere@univ-lyon2.fr
(2) École Centrale de Lyon
Laboratoire GRePS
36, Avenue Guy
de Collongue, 69134
Écully, France
jacqueline.vacherand-revel@ec-lyon.fr
(3) Laboratoire GRePS
Université Lumière Lyon 2
5, Avenue Pierre Mendès
France, 69500
Bron, France
bruno.andrieu@gmail.com
Resumo

O setor da construção está claramente a entrar na transição digital com a vontade de passar do papel para o completamente digital. A nossa pesquisa visa estudar a transformação da atividade de "levantamento de inconformidades" de uma diretora de obra usando uma aplicação especializada. Para apreender a complexidade dessa atividade, uma abordagem sistémica pareceu relevante e propusemos uma articulação teórica entre as dimensões situadas e incorporadas da atividade e seu desenvolvimento histórico-cultural. Realizamos uma investigação etnográfica, durante seis meses, em imersão num estaleiro, sob a forma de uma observação participante em paralelo com uma observação de tipo “shadowing”. Os principais resultados indicam que a atividade de "levantamento de inconformidades" faz parte de uma cultura marcada pela importância dos intercâmbios e do corpo. A aplicação especializada transforma essa atividade que por vezes é desenvolvida e por outras vezes é contrariada. São os diretores de obra que têm de adaptar o uso da aplicação às situações do estaleiro.

Palavras-chave psicologia do trabalho, etnografia, setor da construção, mediatização digital.