Artigo incluído na revista Volume 14 :: No.2 :: Dezembro 2018

Revisão Temática

Revisão crítica de publicações científicas sobre acidentes de trabalho fatais na indústria do petróleo e gás

Hilka Guida1, Élida Azevedo Hennington2 & Marcelo Figueiredo3
(1) Escola Nacional
de Saúde Pública (ENSP)
Fundação Oswaldo Cruz
(FIOCRUZ)
Rua Leopoldo Bulhões,
1480, sala 302,
Manguinhos - Rio
de Janeiro - RJ.
Brasil
CEP: 21041-210
hilka.guida@yahoo.com.br
(2) Centro de Estudos
da Saúde do Trabalhador
e Ecologia Humana (CESTEH)
Escola Nacional
de Saúde Pública (ENSP)
Fundação Oswaldo Cruz
(FIOCRUZ)
Rua Leopoldo Bulhões,
1480, sala 302, Manguinhos
Rio de Janeiro - RJ. Brasil
CEP: 21041-210
elidahennington@gmail.com
(3) Núcleo de Estudos em Inovação,
Conhecimento e Trabalho (Neict)
Departamento de Engenharia
de Produção - Escola de Engenharia
Universidade Federal Fluminense (UFF)
Av. Passo da Pátria, 156,
Niterói, RJ – Brasil,
CEP: 24210-240
marceloparada@uol.com.br
Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar e analisar criticamente o perfil dos acidentes de trabalho fatais na indústria de petróleo e gás a partir de literatura científica disponível eletronicamente sobre o tema. Foi realizada revisão bibliográfica do tipo narrativa utilizando a base de dados Scopus. A busca foi desenvolvida no mês de outubro de 2016, sem restrição temporal, excluindo doenças e comorbidades. Foram identificados 198 artigos e destes foram selecionados e analisados na sua íntegra 42 artigos. Os acidentes reportados ocorreram no período de 1965 a 2013. Há predominância dos estudos publicados nos EUA, uma alta concentração em um único periódico da área de Engenharia e escassez de publicações na área da Saúde. Observou-se nos últimos anos uma tendência de crescimento das taxas de acidentes de trabalho fatais em países como na Nigéria. A maioria dos acidentes ocorreu em plataformas, navios e refinarias, totalizando 1043 fatalidades de trabalhadores no período estudado, com pico de óbitos nos anos 1980.

Palavras-chave indústria de petróleo e gás, acidente de trabalho, mortalidade ocupacional, revisão de literatura, saúde do trabalhador.