Artigo incluído na revista Volume 14 :: No.2 :: Dezembro 2018

Pesquisa Empírica

Práticas desenvolvidas pelos trabalhadores em contexto de trabalho manual: o caso da estiva de produtos pesqueiros

Carolina Ullilen-Marcilla1 & Romel Ullilen-Marcilla2
(1) Facultad de Ingeniería Ambiental,
Escuela Profesional de Ingeniería
de Higiene y Seguridad Industrial,
Universidad Nacional de Ingeniería,
Av. Túpac Amaru 210, Rímac.
Lima 21, Perú
cullilenm@uni.edu.pe
(2) Facultad de Ciencias,
Licenciado en Matemática,
Universidad Nacional de Ingeniería
Av. Túpac Amaru 210, Rímac.
Lima 21, Perú
romel.ullilen.marcilla@gmail.com
Resumo

Nos terminais portuários do Perú, a colocação de peixe congelado no interior dos contentores refrigerados é efetuado manualmente com a ajuda de cabos. Os trabalhadores são organizados em grupos em função da sua experiência e conhecimentos a fim de responderem a objetivos de produção, respeitando as normas de qualidade e de segurança prescritas pela organização. Neste contexto a introdução de tecnologias nas atividades de manutenção não teve os resultados esperados em termos de redução das exigências físicas de longo prazo com os trabalhadores que possuem o conhecimento dos processos. Isto que significa uma desvalorização da experiência e uma perda de rentabilidade no investimento num recurso tecnológico não utilizado. Esta intervenção ergonómica teve como desafio analisar o trabalho da manutenção de peixe congelado respeitando uma abordagem sistémica a fim de compreender as formas do trabalho e os seus determinantes com a participação dos trabalhadores.

Palavras-chave trabalho manual, estiva, fatores de risco, determinantes.