Artigo incluído na revista Volume 14 :: No.1 :: Julho 2018

Pesquisa Empírica

Os sinistrados no trabalho e o direito à reparação: do guião institucional às experiências e interações

Vanessa Rodrigues1
(1) Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Via Panorâmica Edgar Cardoso, 4150 564 Porto
vanessa.m.c.rodrigues@gmail.com
Resumo

O presente texto procura dar destaque à dimensão institucional como componente de análise no âmbito do projeto “Regresso ao trabalho após acidente: superar obstáculos”, da Associação Nacional de Deficientes Sinistrados no Trabalho (ANDST). Através da leitura cruzada de documentos jurídicos e administrativos, doutrina jurídica, dados do inquérito por questionário e dos testemunhos recolhidos em entrevista e compilados em mapas de percurso, procurou-se sistematizar os principais momentos que constituem um percurso pós-sinistro, reconstituindo não apenas o guião do percurso institucional de reparação, mas articulando-o com as representações dos sinistrados e com os obstáculos com que se deparam.

Palavras-chave Acidentes de trabalho; Percursos pós-sinistro; Reparação legal; Contactos com as Instituições.