Artigo incluído na revista Volume III :: No.2 :: Dezembro 2007

Instrumentos De Investigação

INSAT: uma proposta metodológica para análise dos efeitos das condições de trabalho sobre a saúde

Carla Barros-Duarte1, Liliana Cunha2 & Marianne Lacomblez3
(1) Universidade Fernando Pessoa, Praça 9 de Abril, nº 349, 4249-004 Porto
cbarros@ufp.pt
(2) Universidade do Porto – Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Rua Dr. Manuel Pereira da Silva, 4200-392 Porto
lcunha@fpce.up.pt
(3) Universidade do Porto – Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Rua Dr. Manuel Pereira da Silva, 4200-392 Porto
lacomb@fpce.up.pt
Resumo

A problemática das relações saúde e trabalho não é nova, aliás, tem sido fonte de numerosos estudos e intervenções em vários países da União Europeia. Esta área de investigação é hoje objecto de um interesse particular devido, em parte, à obrigatoriedade no cumprimento da legislação e a uma maior sensibilização para o conhecimento dos efeitos dos riscos profissionais. A compreensão das consequências do trabalho na saúde e no bem-estar ganha vantagem no desenvolvimento de análises integradas e centradas na perspectiva do trabalhador sobre as condições em que trabalha. Inspirado em inquéritos já desenvolvidos e implementados, o instrumento que apresentamos – Inquérito Saúde e Trabalho (INSAT) – não só constitui um contributo nesta perspectiva, como pretende promover junto dos trabalhadores uma reflexão sobre os efeitos das condições de trabalho, tornando-os mais explícitos nas suas declarações.

Palavras-chave relações saúde-trabalho, condições de trabalho, questionário.