Artigo incluído na revista Volume 14 :: No.2 :: Dezembro 2018

Pesquisa Empírica

A transformação digital e as mudanças organizacionais: que respostas dá a ergonomia?

Sylvain Leduc1 & Ludovic Ponge2
(1) Université Aix Marseille, Laboratoire
Psychologie Sociale,
Aix- en-Provence,
France
sylvain.leduc@univ-amu.fr
(2) SECAFI, 29 rue de l´école
normale, 33200
BORDEAUX,
France
ludovic.ponge@seca .com
Resumo

Nas empresas, a Transformação Digital (TD) é acompanhada por grandes mudanças organizacionais com consequências para o trabalho e suas condições de realização. No entanto, estas mudanças são tratadas no âmbito de abordagens centradas na tecnologia, segundo as quais a "ferramenta" é tida como a solução para todos os problemas do mundo do trabalho, ou por meio de uma abordagem paliativa que proclama a qualidade de vida no trabalho. A partir de dados de terreno derivados de intervenções ergonómicas realizadas em duas empresas de serviços, este artigo propõe-se a demostrar que é o conjunto de determinantes do trabalho que evolui sob o efeito da interação entre várias mudanças relacionadas com a TD. Os resultados destacam a necessidade de modificar as abordagens convencionais, segundo as quais se regem projetos de mudança tecnológica. O artigo propõe alternativas para a condução desses projetos, para a conceção dos artefactos técnico-organizacionais, e para as diferentes formas de acompanhar a mudança.

Palavras-chave novas tecnologias, serviços, organização do trabalho, intervenção ergonómica, prevenção.