Artigo incluído na revista Volume 13 :: No.1 :: Julho 2017

Pesquisa Empírica

A segregação horizontal por género e suas consequências na profissão masculinizada de mecânico/a no subsector de reparação de veículos em Espanha

María del Mar Maira Vidal1
(1) Departamento de Sociología V (Teoría Sociológica)
Facultad de C. Políticas y Sociología
Universidad Complutense de Madrid
Campus de Somosaguas, 28223 Pozuelo de Alarcón,
Madrid, España
marmaira@ucm.es
Resumo

Este artigo apoia-se nos resultados de dois projetos de investigação do grupo de investigação “Mujeres en mundos de hombres”: o projeto “Mujeres en mundos de hombres: barreras a la entrada y estrategias de superación” (Ref.: FEM2011-25228), financiado pelo Plan Nacional I+D+i del Ministerio de Economía y Competitividad en España entre janeiro de 2011 e dezembro de 2013; e o projeto "Mujeres en mundos de hombres: socialización, organización laboral e imagen" (CSO2014-54339-P), financiado pelo mesmo Plan Nacional y Ministerio entre setembro de 2015 e setembro de 2018. Em ambos os projetos de investigação analisa-se a segregação profissional horizontal por género em profissões masculinizadas em Espanha. Neste artigo apresentam-se as conclusões obtidas nestes projetos relativas à formação e profissão de mecânica/o de oficinas de reparação e manutenção de veículos motorizados, onde encontramos uma taxa de segregação muito alta em relação ao género ou casos de discriminação e assédio de género ou sexual.

Palavras-chave segregação profissional por género; profissão masculinizada; discriminação de género; assédio relacionado com o género; assédio sexual.