Artigo incluído na revista Volume XII :: No.2 :: Dezembro 2016

Pesquisa Empírica

A gestão da mudança nas organizações: efeitos sobre a atividade e as pessoas

Carlos Díaz Canepa1
(1) Departamento de Psicología, Facultad de Ciencias Sociales, Universidad de Chile,
Capitán Ignacio Carrera Pinto 1045 Ñuñoa, CP 7800284, Santiago de Chile, Chile
carldiaz@uchile.cl
Resumo

As organizações tendem a criar e manter rotinas que possibilitam o seu funcionamento previsível. As mudanças introduzidas nas organizações, muitas vezes geram efeitos inesperados, aumentando a incerteza e a casuística operacional, que afetam as pessoas e a forma como a atividade é realizada. A literatura sobre a mudança organizacional favorece a análise dos fatores subjacentes aos processos de mudança, incluindo o papel da atividade propositiva de membros da organização (agency), no entanto, pouco aborda sobre os efeitos dessas mudanças na atividade concreta dos atores organizacionais. Neste estudo são analisados enfoques e temáticas relevantes sobre os processos de mudança organizacional e seus efeitos sobre a atividade e as pessoas.

Palavras-chave organizações, atividade, mudança, gestão da mudança.