Artigo incluído na revista Volume IV :: No.1 :: Julho 2008

Revisão Temática

A feminização dos meios de trabalho definidos em masculinidade: debates de normas e desenvolvimento

Marianne Lacomblez1
(1) Centro de Psicologia da Universidade do Porto (CPUP), Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
Rua do Dr. Manuel Pereira da Silva,
4200-392 Porto, Portugal
lacomb@fpce.up.pt
Resumo

Estudos conduzidos em países da União Europeia mostram como a presença de mulheres em certos meios profissionais definidos no masculino podem suscitar debates de normas e de valores que dizem respeito ao “uso de si”, programado por outros, no local de trabalho. Esta hipótese é confrontada com análises que consideram o desaparecimento das desigualdades de género como fonte de desenvolvimento, político e social. O artigo pretende dar visibilidade aos argumentos que sustentam essas duas abordagens, sem negligenciar as questões que levantam, nomeadamente no que diz respeito à concepção do “desenvolvimento”.

Palavras-chave feminização, debate de normas, desigualdades, índices sexo-específicos, desenvolvimentos.